IMG 20201001 WA0016

*UMA LIÇÃO DE VIDA NA PROMOÇÃO À PROFESSORA  CATEDRÁTICA*.

*SARIFA FAGILDE, PRIMEIRA MULHER MOÇAMBICANA CATEDRÁTICA EM MATEMÁTICA*

 

40 anos de vida nas salas de aula resumidos numa lição de Cátedra, hoje, primeiro de Outubro, no Anfiteatro Luís Nanjolo, Campus de Lhanguene, Universidade Pedagógica de Maputo. A prova pública de concurso à Promoção para Professor Catedrático na Cátedra de Educação Matemática, foi uma verdadeira lição de vida. Sarifa Fagilde, actualmente Vice-reitora da Universidade Rovuma,  UniRovuma, foi atleta e Campeã Nacianal de Salto em Altura, Presidente da Federação Moçambicana de Atletismo, primeira mulher moçambicana doutorada em Matemática e, hoje  se tornou na primeira mulher moçambicana a atingir o grau académico de *Professora Catedrática em Matemática*. Depois de apresentar o seu vasto currículo académico e administrativo, seguiu-se a apresentação do Projecto de Cátedra,  *Educação Matemática*, foi como que um preparo para a  Lição de Cátedra, uma aula pública com o tema: Professor, a Luz para um Novo Paradigma na Educação Matemática. Uma interessante aula, com foco na trajectória da formação de professores de Matemática e ensino de Matemática no Moçambique pós independência.

Fazer da sala de aula um momento de experimentação, onde o estudante traz elementos da sua vivência social e ver como pode usar a Matemática para resolver problemas do seu dia a dia, parece ter sido este o aspecto central da lição da Catedrática. 
O estudante precisa de ser levado à ver a utilidade de aprdender  matemática. Sarifa falou da necessidade de um novo paradigna, no qual o professor passa a ser um facilitador num processo em que o aluno contribui para a aquisição do seu próprio conhecimento, isto sugere que se mude também o paradigma de formação do professor. Na verdade o professor é o elemento central. O professor aprende muita matemática académica durante a formação e, muito desse conhecimento não é usado na sala de aula, não tem uma utilidade prática no ensino secundário. É preciso que o professor se torne num professor pesquisador, que pesquise matérias que podem ser úteis na vida prática dos estudantes. O professor tem que ter a preocupação de ver se o estudante esta a aprender e não só se preocupar com o cumprimento do programa. É um facto,  que se tem que olhar para o cumprimento do programa, mas, é fundamental a preocupação com o estudante, saber se o estudante está a aprender. Na educação não há milagres, há factos que devem ser adoptados. Foram 40 anos de experiência no ensino de Matemática nos  niveis, secundario, médio e superior que contribuiram para Sarife Fagilde construir a Cátedra que hoje apresentou perante um juri presidido pelo Professor, Catedrático, Carvalho Madivate, da UEM, coadjuvado pelo Professor Catedrático Boaventura Cuamba, UEM,  e, Maria Luisa Cestari, Professora Emérita da Universidade de Adger, Noroega.

Contacte-nos

  • Endereço:
    REITORIA - Rua João Carlos Raposo Beirão nº 135 Maputo, Moçambique

  • Telefone: (+258) 21 30 67 09
    (+258) 21 32 08 60/2

  • Fax: (+258) 21 31 21 13

  • DUNS: 558579373

heraldica2

© 2017 CIUP - Centro de Informática da Universidade Pedagogica. Todos os direitos reservados.

 

Menu Principal