Revista UDZIWI chamada para publicação Edição 37

DOSSIER TEMÁTICO: EDUCAÇÃO E DESASTRES NATURAIS E SOCIAIS

1. Introdução
A região onde se situa Moçambique tem conhecido, de forma cíclica, nos últimos anos, eventos naturais com enorme potencial de destruição, são os casos, por exemplo, de ciclones. A estes eventos os especialistas tem estado a associar as mudanças climáticas, o que vale dizer que Moçambique, à escala planetária, é dos países que mais sofre as consequências do aquecimento global. Entretanto, paralelamente a estes fenómenos naturais, vários países, uma vez mais incluindo Moçambique, têm sofrido com desastres de outra natureza, com destaque para conflitos armados, de baixa ou alta intensidade, que têm consequência muito graves para o tecido social.
Assim, na sua edição 37, a revista UDZIWI vai publicar um dossier temático denominado EDUCAÇÃO E DESASTRES NATURAIS E SOCIAS. A opção por este dossier fundamenta-se no facto de que se trata de fenómenos com alto grau de perturbação da vida social nas suas múltiplas dimensões, comprometendo as possibilidades de progresso dos países. Por isso, se mostra importante a produção e partilha de conhecimento e debate sobre estes fenómenos, com vista a adopção de posturas mais proactivas e mais eficazes na mitigação dos seus efeitos.
2. Sobre os trabalhos
A pesquisa académica, como não poderia deixar de ser, tem estado atenta aos desastres sociais, quer aqueles resultantes da vulnerabilidade aos eventos associados as mudanças climáticas quer aqueles originados por conflitos sociais de natureza política. Os pesquisadores têm procurado analisar, entre outros, as dinâmicas e incidências destes fenómenos bem como a qualidade das respostas que tem sido dadas, tanto pelos poderes públicos como por actores sociais em presença, para fazer face aos danos materiais bem como as rupturas no funcionamento de suas rotinas sociais.
Neste sentido, serão aceites (i) trabalhos com carácter mais reflexivo-analítico ou teórico, (ii) trabalhos suportados por pesquisa empírica ou de campo e (iii.) trabalhos que descrevam experiências. Os trabalhos devem estar enquadrados num dos eixos indicados abaixo ou noutros, desde que se debrucem sobre questões atinente à Educação e desastres naturais e sociais. São os seguintes os eixos:
1. Vulnerabilidade face as mudanças climáticas;
2. Políticas de redução de risco de desastres;
3. O papel dos actores locais na mitigação dos efeitos dos desastres;
4. Conhecimento endógeno e redução de risco de desastres;
5. Educação ambiental virada para a prevenção e mitigação dos efeitos dos desastres naturais;
6. Atendimento as populações vulneráveis em contexto desastres;
7. Violências contra criança e mulheres em contextos de conflitos armados;
8. Educação para a paz e não violência e
9. Políticas e praticas educativas em contextos afetados por crises.
3. Quem pode submeter trabalhos
Trabalhos de professores, pesquisadores e estudantes de universidades ou instituições afins, moçambicanas ou estrangeiras, serão aceites e, por isso, encorajamos trabalhos em co-autoria. Igualmente, são encorajados trabalhos de mulheres. Os trabalhos devem ser enviados para o email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
4. Formatação dos trabalhos
Os trabalhos, em formato word, devem ter um mínimo de 15 e máximo de 25 páginas e devem observar as normas de publicação de trabalhos académicos em vigor na UP de Maputo.
5. Cronograma (datas importantes)

  1. 10.11.21– Data limite da submissão dos trabalhos
  2. 10.11 a 10.12.21 – Processo de revisão de pares.
  3. 15/12/2021 - Publicação do dossier temático (on-line, no website da UP-Maputo)
© Universidade Pedagógica de Maputo 2021.

Search